27 de ago de 2009

Doa a tua vida

Uma noite de suor sobre o barco em alto mar
O sol começa a clarear, a tua rede está vazia.
Mas a voz que te chama te mostrará um outro mar
E sobre muitos corações a tua rede lançará.

Doa a sua vida como Maria aos pés da cruz
E serás servo de cada homem,
Servo por amor, sacerdote da humanida.

Caminhavas no silêncio, enxergando além da dor
Que a semente que tu lançavas no bom terreno germinasse
Mas o coração exulta porque o campo já está dourado
O grão maduro pelo sol no celeiro entrar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário